Quem somos

FICHA TÉCNICA

Coordenação de Produção: Renata Berenstein
Coordenação Pedagógica : Poliana Bicalho
Curadoria Artística: Ney Wendell, Marcelo Benigno e Renata Berenstein
Produção: Vagner Rocha
Assistente de produção: Priscila Barreto
Coordenação Técnica: Fred Alvin
Assistentes de técnica : Luiz Guimarães, Ruhan Álvares e Patrícia Leitão
Produção de Espaços : Karen Souza e Thiago Carvalho
Projeto de mediação cultural: C.R.I.A.R.E – Projetos Culturais e Educacionais
Mediadores Culturais: Danilo Lima, Luana Peixoto, Roberta Ribeiro e Welber Santiago
Programação Visual: Filipe Bezerra
Assessoria de imprensa: Martina Argôlo, Plínio Rattes
Filmagem: Ramires Machado e Eric Kozawky
Fotografia: Pedro Gabriel e Filipe Bezerra
Estagiárias de Produção: Tyara Fontes, Claudiana Honório e Michele Gonçalves
Realização: ReveBere

COORDENAÇÃO GERAL – RENATA BERENSTEIN

Produtora cultural, atriz, arte-educadora e psicóloga graduada pela Universidade Federal da

Bahia, desenvolve, desde 2010, projetos ligados à conexão da cultura com a saúde. É diretora do grupo de teatro Os Insênicos, formado por pessoas portadoras de transtornos mentais.  Como atriz, integrou o grupo teatral Os Bumburistas (2006 a 2011), atuando nos espetáculos infantis “O Fantasma de Canterville” e “ Alice no Sertão das Maravilhas”. No campo da produção, trabalhou nos shows de lançamento do CD Frascos, comprimidos, compressas, da banda Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta, trabalhou na produção do espetáculo A Conferência, do Oco Teatro Labotatório, e integrou a equipe do Festival Latino Americano de Teatro da Bahia – FILTE (2012/2013/2014/2015) exercendo a função de Coordenadora Geral.

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA – POLIANA BICALHO

Mestranda no Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas na UFBA, com pesquisa voltada ao campo da Mediação Cultural, formada em Licenciatura em Teatro/UFBA (2011) e Comunicação com habilitação em Jornalismo/UESB (2008). Desde 2012 trabalha como professora, das disciplinas de Produção Cultural, do Curso Profissional Técnico Nível Médio em Dança da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Trabalhou como Mediadora Artístico – Educativa (área de teatro), no Projeto Arte no Currículo (parceria UFBA, SMED). Trabalhou no período de 2013/2015, como Técnica Cultural, no Teatro Sesc Senac Pelourinho, com foco nas ações de formação de expectador – Mediação Cultural. Atuou ainda nos seguintes festivais: Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia – FIAC (2012/2011/2010) e Festival Latino Americano de Teatro da Bahia- FILTE (2011/ 2015) com maior atuação na consolidação das ações formativas/mediação cultural das supracitadas produções.

COORDENAÇÃO TÉCNICA – FRED ALVIN

Graduando em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia, atua na cena baiana desde 2004. Com experiência em diversas áreas do fazer teatral, como ator, produtor, cenógrafo, vem dedicando-se cada vez mais a iluminação cênica. Sua primeira experiência como iluminador, o espetáculo de formas animadas “UM DIA DE CHUVA” da Cia Gota D’água Teatro de Bonecos em 2007. Em 2008, quando residiu em Minas Gerais, foi convidado para assinar a iluminação do espetáculo “VESTIDO DE VIRGEM” da Meia Cia de Dança-Teatro, onde teve a oportunidade de integrar o processo de concepção ao debate realizado pelo SEMINALUZ (Seminário de Iluminação do Vale do Aço). De volta à Bahia, assina a iluminação de diversos espetáculos, destacando, “MINHA POESIA DE AMOR” espetáculo de Graduação em Direção Teatral pela UFBA de Mayana Leitão, “O SEGREDO DA ARCA DE TRANCOSO” espetáculo premiado do Grupo Vilavox, “A CARAVANA DA ILUSÃO” parceria dos grupos Nós do Teatro do Baixo Sul/Vilavox, “DO CASAMENTO BURGUÊS AO AMOR BARATO” Show de Jarbas Bittencourt, “DISSIDENTE” primeiro espetáculo da Cia Teatro da Casa e “O CASTELO DA TORRE – I CENAS” Grupo Vilavox.

Essa experiência permitiu que assumisse a coordenação técnica da Casa Preta em diversos eventos realizados deste 2011 como festivais, shows e espetáculos. E é quem responde pela área técnica do Grupo Vilavox.

PRODUÇÃO – VAGNER ROCHA

Vagner Rocha é especialista em Gestão Cultural (FUNDAJ/MinC/UFBA), mestre pelo Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (UFBA/IHAC) e graduado em Comunicação – Produção em Comunicação e Cultura (UFBA/FACOM). Como produtor cultural, trabalha com criação e formatação de projetos culturais para editais e leis de incentivo, além de atuar nas áreas de gestão cultural, planejamento, captação de recursos e produção executiva. Foi coordenador de editais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (janeiro/2013 a junho/2015) e, atualmente, coordena a produção do projeto Orquestra Plástica do NEOJIBA: Formação Musical para a Sustentabilidade – Ano 2.

PRODUÇÃO EXECUTIVA – KAREN SOUZA

Atriz, interprete, arte educadora e produtora executiva. Bacharel em interpretação teatral pela UFBA( Universidade Federal da Bahia) e formada pelo XXII Curso Livre de Teatro da UFBA em 2007. Na busca aprimoramento fez workshops com companhias brasileiras e internacionais, alguns dos principais ministrantes :Valentin Tepliacov, Harildo Deda , Ernani Maleta, GeorgetteFadell, Tania Carvalho, Luiz Guerra, Cia Teatro Independente, Jean Jacques Le Metre, Santiago Roldós, Maurice Durozier , Tania Farias e Cicely Berry. Atua no mercado desde 2000, reconhecida pelo seu desempenho nas artes dramáticas. Arte –educadora pela empresa Foco, desde 2012, dentro do Projeto de Teatro do Colégio Sartre COC/Monet e Curso Livre( Lauro de Freitas – BA).

PRODUÇÃO EXECUTIVA – THIAGO CARVALHO

Ator, pesquisador, produtor executivo e performer, tem experiências na área das Artes Cênicas, com ênfase em Interpretação Teatral. Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC-UFBA), Bacharel em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia, atua principalmente com as seguintes temáticas: Teatro, dança, performance, produção, espetáculo, artes circenses e teatro de grupo. Participou como bolsista do Projeto de Pesquisa intitulado: “DO MODELO DRAMATÚRGICO DE ARMAND GATTI AO ESPETÁCULO-FÓRUM DE AUGUSTO BOAL: ELEMENTOS PARA UMA PEDAGOGIA DA INTERVENÇÃO , sob a orientação da Professora Antonia Pereira Bezerra (PPGAC-UFBA), com os Planos de Trabalho “O Ator na Poética do Oprimido: elementos para desempenho do papel de protagonista/oprimido no espetáculo-fórum Cresça e Apareça , “Revolução na América do Sul” e Maquina Escavadora 2010-2013. Atualmente, é membro do Grupo de Teatro Finos Trapos (BA), onde atua como intérprete e produtor executivo, desde 2010 e Técnico em Gestão, no Centro Público de Economia Solidaria – Cesol-Barra.

Anúncios